Ilha dos Franceses

Mais que um passeio, uma lição de conscientização ambiental 
09/03/2018
 

No litoral sul do Espírito Santo há uma ilha muito famosa e que há muito tempo era nosso desejo visitar: a Ilha dos Franceses, localizada a 3,5 km da Praia de Itaoca, no município de Itapemirim.

Sempre ouvimos muitas histórias sobre os mistérios que rodeiam a Ilha dos Franceses. Ela tem esse nome porque entre os anos de 1500 e 1660, após tropas francesas tentarem invadir o Espírito Santo, os índios expulsaram os soldados franceses e eles ficaram pela ilha, até que pudessem voltar para a Europa. Há inclusive um farol construído em 1730 e que funciona até hoje na Ilha, ajudando a sinalizar as embarcações que passam pelo mar. A Ilha ainda guarda balas de canhão que remetem à época das invasões francesas e que ficaram fundidas às pedras.

Para acessar a Ilha dos Franceses é preciso ir de barco ou escuna, que são devidamente autorizadas pela Marinha. Nós fomos com a “Escuna Shaula”, que saiu da Praia de Itaoca por volta de 09h da manhã. Na escuna é obrigatório usar colete salva vidas, e além de muita música é servida água mineral.

Durante o passeio descobrimos que há alguns anos a Ilha dos Franceses foi interditada pela Marinha para visitação turística. Essa medida teve que ser tomada por conta da degradação ambiental que os visitantes promoviam durante a estadia na Ilha, chegando ao ponto de causarem incêndio na vegetação nativa ao acenderem uma churrasqueira. Ficamos tristes de não poder colocar os pés nela, mas aliviados por constatar que medidas foram tomadas para impedir que mais um tesouro ecológico de nosso estado fosse deteriorado.

Da Praia de Itaoca até a Ilha dos Franceses são cerca de vinte minutos. O único desembarque é em frente à Pedra do Pescador, ao sul da Ilha, onde os turistas podem descer para aproveitar o mar azul cristalino. Nós descemos e foi um banho de mar incrível! Deste ponto, olhando para o litoral, é possível ver a Pedra do Frade e a Freira e a Pedra do Itabira ao longe. Fantástico!

A parada em frente à Pedra do Pescador dura cerca de quarenta minutos. Depois voltamos para a escuna e contornamos a Ilha dos Franceses, onde pudemos ver a Prainha (uma pequena faixa de areia, onde os turistas paravam antes da interdição pela Marinha) e o famoso Buraco do Judeu, cheio de histórias lendárias. 

Uma das lendas conta que quem entra no Buraco do Judeu sai misteriosamente no Monte Aghá. Outra, lenda é que essa gruta leva à uma enorme e profunda bacia coberta de ouro e tesouros escondidos pelos franceses, e que um pescador morreu asfixiado tentando descobrir esse tesouro. 

Além de toda beleza e mistério, outra atração da Ilha dos Franceses é sua diversidade ecológica. Há muitas espécies de aves que sobrevoam a Ilha, além de uma grande variedade de peixes que podem ser observados durante o passeio. Dependendo da época do ano, até golfinhos podem ser avistados!

Um passeio imperdível e muito especial, que preencheu nosso dia de alegria por ver que nossas belezas naturais têm sido preservadas a tempo. Que mais lugares sejam recuperados e cuidados como a nossa Ilha dos Franceses :)

 

 

Onde: Praia de Itaoca, em Itapemirim 

Quando: todos os dias no verão, em época de temporada e nos finais de semana/feriados, com embarque às 09h e 11h30m. Nos demais dias do ano (fora de temporada) realizam um passeio diferenciado para grupos maiores, com agendamento antecipado

Telefones: (28) 3529-1439 e (28) 99939-7684 (Lucinha - Escuna Shaula)

Quanto: R$ 25 por pessoa (crianças até 05 anos não pagam entrada). Pagamento apenas em espécie

Quando: finais de semana e feriados

Dica: há também outra escuna que faz esse passeio, a Leid'ana. Essa escuna aceita pagamentos em cartão de débito e crédito. Telefone: (28) 99902-7469

 

 

 

Confira também em Marataízes

 

>> Praia das Falésias

 

>> Ruínas Históricas do Trapiche

GUIA CAPIXABA

Um blog membro da RBBV (Rede Brasileira de Blogueiros de Viagem)

  • RBBV
  • Facebook Guia Capixaba
  • Twitter Guia Capixaba
  • Pinterest Guia Capixaba
  • Tumblr Social Icon
  • Instagram Guia Capixaba